quinta-feira, 12 de maio de 2011

Arriscar para mudar


Nem sempre  conseguimos fazer a coisa certa, mas devemos sempre ao menos tentar. Na vida nada pode ser previsto e, portanto, tudo é incerto.
O que é preciso é ter coragem de arriscar, de fazer novas tentativas caso algo não esteja caminhando bem. Se a decisão tomada será acertada, se será a melhor, quem é que sabe? Mas ao menos foi uma tentativa.
Estamos aqui na condição de aprendizes e, assim, se algo que fazemos não sai da melhor forma, nos serve de experiência e da próxima vez é só fazer diferente. O que não é uma boa é manter sempre tudo como está, pois a vida é dinâmica e pede movimentação.
Tudo isso tem um pouco a ver também com humildade além da coragem já mencionada. Humilde é aquele que diz não saber e tem a oportunidade de aprender, e esse é esperto. Digamos que iludido é aquele que diz saber e perde a oportunidade de aprender, simplesmente pelo fato de não ceder ou querer possuir alguma razão sobre determinado fato.
Humildade para aprender, coragem para mudar, saber arriscar… Tudo isso importa. Na nossa infância, arriscávamos mais, não tínhamos a capacidade de calcular as consequências de nossos atos e víviamos felizes assim. Na vida adulta, isso não é possível da mesma forma pois nossas atitudes tem um reflexo maior já que agora respondemos por nossos atos. Mas não custa lembrar um pouco de nossa infância e em algumas situações agir pelo instinto ao invés do puro racional. Muitas vezes, sair de um problema é mais fácil do que parece…

Nenhum comentário:

Postar um comentário