segunda-feira, 4 de julho de 2011

Desapego material


Os bens materiais nos servem apenas como veículo para que possamos realizar nossas tarefas diárias e suprir nossas necessidades físicas. O que vai além disso, foge dos propósitos divinos e se torna supérfluo aos nossos verdadeiros sentidos.
Aquele que se amarra às ilusões da carne, mais cedo ou mais tarde será surpreendido por sua própria escolha, pois ela se mostrará não ser a mais acertada. Sendo assim, é interessante que se possa cultivar com maior amor os bens que pertencem à alma, como o sentimento de caridade, de pensamentos elevados e de olhar sempre ao mais necessitado, para ver de que forma é possível levar a este "infeliz" um pequeno auxílio. É preciso perceber que vivemos todos em uma imensa corrente e que quando se despreza a necessidade alheia, nada mais se faz do que quebrar o próprio elo de ligação com a vida. Em uma corrente todos os pontos devem ser fortes, já que se ela se rompe, não importa em que parte, o prejuízo será sentido por todos.
Seguir em frente com os pensamentos n'Aquele que nos guia é a decisão mais acertada, seguindo seus princípios sem mistificações.

Um comentário:

  1. Que lindo! Por aqui sempre encontro palavras belas, parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir