sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Humor do dia pelas cartas do tarot


Uma forma interessante de conhecer como está seu humor no dia e, principalmente, o que pode interferir e como manter o equilíbrio.

São 3 casas:

1- Humor do dia
2- Interferência
3- Equilíbrio

Na imagem, a casa 1 é ocupada pela Temperança, a 2 pela Imperatriz e a 3 pelo Carro e 9 de Copas (combinação entre arcano maior e menor, opcional).

Uma interpretação simples pode dizer que neste dia há um estado de tranquilidade, e que a vaidade ou gastos excessivos e/ou desnecessários podem interferir, gerando uma dívida que irá incomodar. Para o equilíbrio, é sugerido exercer o autocontrole, pois a beleza está em tudo o que existe e não é preciso ter algo mais para se sentir melhor.

sábado, 22 de outubro de 2011

Tarot diário


O trabalho com o Tarot não é possível somente buscando a intuição se não houver conhecimento. Se o tarólogo não conhece a mensagem que traz um arcano, ele vai querer que sua intuição lhe responda o que? Fazer isso, guardadas as proporções, seria como sair de casa tendo um destino mas não conhecer o caminho, e então confiar na intuição para pegar um ônibus certo e chegar onde precisamos.
Apenas o estudo (conhecimento e memorização) também não é o suficiente, pois aí o tarólogo esbarra na interpretação, sendo este o momento da "prática", de aplicar o seu estudo.
Por isso, aos interessados na utilização das cartas de Tarot, seja para uso pessoal ou profissional, sugiro aqui uma tiragem para prática diária, onde a interpretação pode ser treinada, e assim o tarólogo estará muito mais afiado para quando oferecer uma consulta.

Tiragem com 3 casas

- Casa 1: Carta do dia (aspectos importantes para o dia que há pela frente)
- Casa 2: O que exige atenção (algum fato ao qual atentar durante este dia)
- Casa 3: O que expandir (algo que seja interessante desenvolver ao longo do dia, para próprio benefício)

Nesta tiragem, podem ser usadas apenas 3 cartas utilizando todo o baralho, e então as casas serão ocupadas por arcanos maiores ou menores isoladamente. É possível ainda utilizar 6 cartas, com a combinação em cada casa de 1 arcano maior e 1 menor. Além do treinamento, esta tiragem diária também é de grande benefício para o tarólogo, que passa a conduzir melhor seu cotidiano.

Obs: Método a ser utilizado para quem conhece o Tarot através de estudo. Como dito anteriormente, não irá resolver espalhar as cartas na mesa e tentar saber o que dizem sem conhecer seu significado.

sábado, 15 de outubro de 2011

Meditação criadora


Exercício:

O proposto é transformar em sua vida aquilo que você não quer que te acompanhe para algo que deseja.

- Procure de preferência um lugar calmo;
- Feche os olhos e respire profundamente durante 1 minuto, buscando se desligar do mundo que há em volta e partindo para seu interior;
- Tente trazer nesse momento, após um relaxamento inicial, tudo o que incomoda. Tente visualizar cada um de seus problemas bem na sua frente;
- Após dar forma ao que é negativo, visualize como quer que isso seja transformado para que possa obter a paz que deseja alcançar;
- Neste momento, visualize uma fogueira grande em sua frente, bem no centro de seus problemas. A chama do fogo é de cor violeta e é um fogo que arde, você pode sentir o calor em seu  rosto. A cor violeta é a utilizada para reciclar, ou como é mais comumente falado, transmutar aquilo que é negativo para o positivo;
- Após a realização da transmutação, visualize sobre você uma chuva de pó fino dourado, que servirá para concretizar aquilo que idealiza.

Este é um exercício para treinamento mental, sendo a nossa mente a chave para tudo o que precisamos tratar na vida, o lugar onde estarão todas as respostas. O tempo de cada etapa deste exercício meditativo é estabelecido por cada pessoa, pois cada um conhece a intensidade daquilo que deseja transformar em sua vida.
Pense que pode, pois você realmente pode até que se prove o contrário, o que também só será provado se você deixar. Seja dono de suas idéias.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Tarô: Caminhos da vida


O Tarô é um oráculo e, sendo assim, é interessante saber primeiro o que é um oráculo, para então saber o que é o próprio tarô. Uma consulta simples em dicionário nos traz termos como profecia, revelação, palavra inspirada ou o que mais me agrada: Resposta dada por divindade a quem a consulta.
Em muitos momentos da vida temos dificuldade em saber que decisão tomar, fazer ou não fazer, agir ou não agir, etc. e alguns desses momentos acabam nos causando sofrimento, conflitos internos e angústia em função da necessidade de se tomar decisões, pois estas implicam em uma sequência em nossas vidas. Ao consultarmos o tarô, um oráculo, é como pedir um auxílio e obter uma resposta que, apesar de não ser 100% garantida (pois nada na vida é) no mínimo pode nos mostrar um caminho, que antes não tínhamos condições de visualizar (isso quando não mostra o caminho e de que forma segui-lo!).
Se trata de uma ferramenta de auto-conhecimento, o que significa conhecer os próprios limites para saber de que forma agir. Não nos mostra respostas que são imutáveis, ou seja, o que é mostrado pode ser mantido ou alterado levando em conta o livre arbítrio e atitudes que interfiram no destino. Tendo isso em mente, há dois aspectos importantes: Primeiro - Se o tarólogo ou quem está se consultando tentar mudar a resposta mostrada por uma simbologia (arcano - carta ou lâmina) buscando substituir a carta, estará querendo modificar aquilo que foi captado como a energia do momento do consulente, o que representa o mais próximo de sua realidade atual. Segundo - O tarô como uma ferramenta que não é imutável, é útil para o "estar" e não para o "ser", ou seja, nos mostra o que se refere ao momento da vida de alguém e não uma situação que seja para a vida toda, como o que poderia dizer a numerologia por exemplo, sendo possível utilizá-la em conjunto com o tarô procurando assim o conhecimento sobre quem somos e o que estamos vivendo.
O tarólogo não é um paranormal, um místico ou o que quer que seja neste sentido. É alguém que se propôs a estudar um oráculo de forma sistemática e que provavelmente iniciou seu estudo conhecendo seus próprios caminhos através das cartas e, ao conhecer esta arte, que é patrimônio de sabedoria da humanidade, decidiu também auxiliar seu semelhante prestando uma atividade para o bem deste.
Acima de tudo, o tarólogo possui conhecimento que é adquirido com estudo. A intuição pode fazer parte do trabalho, mas ela sozinha não daria direcionamento algum se não houvesse por parte do profissional o conhecimento sobre a ferramenta que utiliza, e assim é com qualquer outra atividade na vida. Seja qual for nossa profissão, usamos simultaneamente conhecimento e intuição, racional e emocional.

*Para falar tudo a respeito do tarô, seria preciso muito mais que um simples texto como este, havendo vasta literatura sobre o assunto. A intenção aqui foi apenas elucidar brevemente o tema!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Música de alto astral - Macaco/Estopa - Con la mano levantá


Música faz bem para a alma e a partir de agora será também parte do conteúdo de O Astral em Nós!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Um novo horizonte


Seguir em frente é sempre o melhor a fazer, em qualquer circunstância. Mais adiante sempre há algo melhor que nos espera e é ao encontro disso que devemos caminhar.
Encarar a vida de forma positiva é uma arte para a qual não é necessário nenhum talento especial, bastando para isso estar vivo. Há uma chama dentro de cada um de nós, que para ser acesa basta a vontade de seu próprio dono.
Se passamos por dificuldades, são experiências que necessitamos viver para nosso próprio aprendizado e nossa evolução como seres espirituais que somos. 
Logo ali, não muito longe, há algo de bom para você que está lendo esta mensagem, há algo que vem de encontro em seu caminho e você decide abraçar ou não cada oportunidade como esta. Logo ali há um novo horizonte e você pode visualizá-lo da forma como quiser, sendo que o que pensamos cria forma. Sendo assim, você pode criar seu próprio horizonte e abraçá-lo quando sua criação surgir em seu caminho.