quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Coragem


Todos temos aqui algum trabalho a fazer, seja qual for sem importar a finalidade. O importante mesmo é que temos algo a fazer que possa de alguma forma nos favorecer e ao mesmo tempo, o nosso semelhante.
Qualquer ofício que se aprenda e que seja posto em prática, nos ensina e beneficia a quem nos procure. Quanto mais elevado for o nosso propósito, mais difícil pode ser a sua realização pelo fato de que vivemos em um ambiente de expiação e prova sob a ótica espiritualista.
Existe aqui uma mistura muito grande de desejos, sentimentos e contrariedades, gerando energias que podem nos atrapalhar dentro daqui que almejamos. No entanto, só seremos atrapalhados se permitirmos que isso aconteça. É exatamente aqui onde entra a coragem, que serve como prova do quanto realmente queremos algo. Se ao primeiro obstáculo desistirmos, então o ímpeto da realização não é tão verdadeiro.
É preciso enfrentar qualquer dificuldade quando se propõe a fazer algo. Quem disse que será fácil? Podem surgir dificuldades diversas, tais como financeiras, de relacionamentos e até de saúde. A coragem pode superar tudo isso. Basta lançar ao universo que queremos fazer algo verdadeiro porque o consideramos importante para nós e para o meio em que vivemos, visando a evolução coletiva.
Essa é a idéia, e quando tivermos ciência disso, então o universo nos responde enviando os recursos necessários para a nossa concretização, mas apenas quando estivermos prontos para encarar o que der e vier!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A Esperança


A palavra esperança pode ter muitas interpretações que, ao que parece, sempre serão voltadas a quem está interpretando. Não falo de nada relacionado a dicionário, mas sim ao que cada um traz dentro de si por vivências e através disso forma-se um ponto de vista sobre todas as coisas.

Sendo assim, aproveito para transmitir a minha visão sobre esta palavra, que mostra que sempre podemos esperar algo. No entanto, há um paradoxo porque a espera aqui não é passiva e sim apresenta um sentido de que haverá sempre algo com o que podemos lidar adiante, indicando justamente um passo futuro.

Se a esperança nos conduz ao futuro, cabe a nós focar o pensamento de uma forma positiva, para que então chegue em nossas mãos o que desejamos, o que realmente esperamos que seja de nossa vida.

Resumindo: esperança significa esperar, mas não esperar sentado!

sábado, 19 de novembro de 2011

Hoje e Sempre


Hoje é tempo de mudar, sempre é tempo de mudar...
Hoje é tempo de ser feliz, sempre é tempo de ser feliz...
Hoje é o tempo em que vivemos, por isso a vida é hoje...
O hoje é sempre atual, e assim sempre vivemos o hoje...
Não há nada que não possamos fazer hoje, sempre podemos fazer um dia melhor...
Se você é feliz hoje, então você sempre será feliz, porque todos os dias são hoje...
O hoje passa, mas sempre volta, nos dando uma nova oportunidade de modificá-lo... Como você faz isso?
Não podemos perder tempo hoje, nunca podemos... Porque sempre é hoje, hoje e sempre...
Por que você está de mau humor hoje? Logo hoje? Hoje é um dia que ficará em sua vida para sempre...
Faça alguém feliz hoje, seja feliz hoje... Que dia é hoje? Não importa, é sempre hoje...
Amanhã é outro dia, que sempre será hoje...
Não está bem hoje? Amanhã estará, porque amanhã será hoje... Mude agora!
Seja dono de sua vida hoje e sempre!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Cartomancia

Para falar sobre cartomancia, é preciso compreender a palavra e, para tanto, vamos dividi-la em carto + mancia. De cara sabemos que "carto" vem das cartas, mas... E mancia?

Pois vamos lá! Mancia = elemento na formação de palavras com idéia de adivinhação. Sendo assim, a cartomancia nada mais é do que uma arte divinatória com a utilização de cartas, uma técnica que exige estudo para compreensão do significado de cada uma das 52 cartas que compõem um baralho comum. A seguir, algumas outras técnicas que são também mancias, apenas para maior ilustração do tema:

quiromancia - leitura das linhas da palma da mão
rabdomancia - adivinhação com o auxílio de varinha, atualmente conhecida como radiestesia, sendo a "varinha" hoje vista como o dual rod, que é apenas um dos instrumentos radiestésicos; 
cristalomancia - arte divinatória que utiliza cristais;
cafeomancia - adivinhação pela borra do café;

Claro que há tantas outras técnicas, mas as que foram aqui comentadas bastam para o que se pretende para o momento. A cartomancia é muito interessante e é uma minoria das pessoas que possui o conhecimento sobre o poder de um baralho em captar nossas energias e mostrar o melhor caminho. Diz-se que a(o) cartomante é alguém que trabalha na base das previsões e a(o) taróloga(o) compreende através de seu jogo toda a energia do consulente e o orienta da melhor maneira possível. No sentido literal da palavra, essa é a verdade. No entanto, com o conhecimento do tarot, é possível atuar da mesma forma com o baralho comum, guardadas as proporções já que este possui 52 cartas e o tarot, 78 e é dividido em arcanos maiores e menores.

Para quem duvida da força que possui um baralho comum, aí vão alguns pontos a se pensar: são 52 cartas e são 52 semanas em um ano; o total de cartas pode ser reduzido numerologicamente em 5 + 2 = 7, e são 7 dias na semana; são 4 naipes e há 4 estações no ano, assim como 4 elementos naturais (água, fogo, terra e ar); há 12 cartas com figuras (a realeza) e há 12 meses no ano e 12 signos zodiacais e, por fim, há 13 cartas em cada naipe e há 13 lunações (ciclos completos lunares) no ano. Bem interessante, não é mesmo?

Pois então, Vamos às cartas!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

O Tarot e suas possibilidades


As cartas do tarot trazem em si todo o conhecimento para identificar o que acontece com cada indivíduo e o que representa cada situação que ocorre em sua vida. Se este conhecimento é bem utilizado, é possível usar as cartas como um verdadeiro guia para o cotidiano, para fazer ou não fazer algo e seguir ou não determinado caminho.

Algo muito interessante é que a vida, como sabemos, é feita de ciclos que se abrem e se fecham. Desta forma, cada arcano maior representa um ciclo de vida, mostrando qual é a necessidade para o momento e o que deve ser desenvolvido para que se tenha prosperidade.

Se algo não vai bem, por que isso acontece? Com o tarot, através dos arcanos menores, vamos buscar a causa de uma dificuldade, sabendo se ela surge devido a um desequilíbrio físico, emocional, mental ou espiritual. Apenas com isso se consegue um bom direcionamento, mas podemos ir além, buscando saber qual a melhor ajuda para que o equilíbrio seja restabelecido.

Quando se compreende a razão de um acontecimento, é muito mais tranquilo lidar com ele. O tarot nos permite ter essa tranquilidade porque nos permite conhecer o que não podemos compreender sem um auxílio como este.

O tarot não tem limites, é algo que tem muito poder e cada um saberá o que pode conseguir através das cartas. Para isso, basta saber o quanto se quer saber. Sem nos esquecermos que o conhecimento traz responsabilidade, pois quando se toma ciência de algo, se deixa a ignorância e a partir deste ponto cada um se torna mais responsável pelos seus atos.

O verdadeiro caminho é a luz, o conhecimento em si é a luz. Aquele que mais sabe, é mais iluminado!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O número 11 pelo Tarot


Toda essa energia em torno do nº 11 com a data de hoje não poderia passar em branco por aqui. Falo um pouco do que essa energia representa dentro do Tarot para que possamos compreender o que pode representar a data que atravessamos.

No Tarot, se tomarmos por base o sistema mais tradicional (Marselha), temos o arcano da Força. Este arcano nos sugere que todos temos uma força interior que em alguns é mais evidente do que em outros, mas que sempre está lá esperando para despertar. É preciso utilizar a força que temos para que seja possível assumir o controle de nossas vidas dominando o medo que sentimos naturalmente, impondo sobre ele a coragem para encarar de frente qualquer desafio.

No Tarot de Waite, que é visto como um sistema moderno comparado ao de Marselha, há uma troca na posição dos arcanos da Força e da Justiça. Sendo assim, por este sistema, teremos relacionado ao nº 11 a Justiça. Este arcano sugere uma boa avaliação dos fatos para que qualquer atitude possa ser tomada com equilíbrio e harmonia.

Unindo os 2 conceitos, podemos levar em conta para nosso próprio benefício cultivar as duas energias citadas, pois será uma grande ajuda para seguir em frente seja no que for!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

A origem das doenças


Qualquer tipo de distúrbio físico que experimentamos nada mais é do que o resultado de nossas próprias atitudes, seguindo princípios legítimos de ação e reação e do justo merecimento.
Todos os pensamentos que temos ganham forma, dependendo da intensidade com que os criamos e os materializamos, claro que de maneira imperceptível em um primeiro momento. Uma forma de pensar equilibrada e harmônica produz uma harmonia orgânica, assim como sequências desenfreadas de idéias conflitantes nos tiram de nosso eixo e provocam a desarmonia orgânica.
Essa desarmonia orgânica, esse conflito gerado por uma tentativa de fuga daquilo que somos se refere aos desejos terrenos ou submissão à persuasão externa se sobrepondo ao nosso interior. Na alma carregamos um projeto de vida, ideais adequados para nosso equilíbrio e ajustes na personalidade que são necessários para o momento. Se em algum momento fugirmos do nosso propósito de alma, então causamos um conflito interno, que se apresenta como um desequilíbrio emocional que vai tomando forma cada vez maior até a exteriorização em forma de doença.
É necessário sempre uma avaliação para buscar a origem dos males ao invés de somente tratar os seus efeitos. Os efeitos são importantes sim, mas para que sirvam como guias que nos conduzam à causa de um problema. Se os efeitos de uma doença tomam toda a nossa atenção a ponto de não nos preocuparmos com a causa, então tomamos apenas medidas paliativas.
A terapia floral é uma importante ferramenta para tratar a causa dos males, já que por uma avaliação do "doente", o terapeuta se preocupa em identificar qual foi o conflito gerado que ocasionou todos os problemas posteriores.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A Lua no baralho cigano e no tarot



A carta da Lua está presente no baralho cigano e no tarot, porém não é vista da mesma forma nos dois oráculos. Interpretando os significados de uma forma simples, temos o seguinte:
No baralho cigano é uma carta que traz uma conotação mais positiva, representando honras e glórias que podem ser conquistadas com um trabalho mais intuitivo, pedindo para que se trabalhe melhor o interior e encontrando assim as respostas necessárias.
Já no tarot, a Lua se refere mais a algo oculto, pedindo para se ter cuidado com ilusões ou mentiras. Mostra também uma situação de distancia da realidade, onde o indivíduo é impedido de conhecer a verdade ou vive iludido. A sugestão com este arcano é a busca do autoconhecimento e da sensatez, do senso de realidade. Pode significar também a confiança na própria intuição.
Cada carta, seja do baralho cigano ou tarot, pode mostrar um lado positivo ou negativo e isso depende do contexto onde há a pergunta e as combinações em um jogo. Sendo assim, não é tão simples dizer de cara se uma carta é boa ou ruim.







A imagem acima e à esquerda é A Lua no Pictorial Key Tarot
A imagem abaixo e à direita é A Lua no Mystical Lenormand

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Como agem os florais?


O reino vegetal se alimenta de 2 fontes de energia: a telúrica (da Terra), que é absorvida pelas raízes, e a vital (Prana), que é absorvida pelas folhas. A flor é a parte mais sutil e evoluída de uma planta, e é justamente onde se concentra o fluido energético vital que, ao se misturar com a energia solar durante o preparo,  produz reações moleculares.
O floral promove a interação do soma (corpo físico) com o duplo etérico (corpo sutil), fornecendo energia vital que é absorvida pelos chacras e conduzida pelos meridianos até a nossa estrutura material, atingindo o sistema circulatório. Através da circulação, esta energia vital atinge o sistema nervoso central, promovendo o ajuste emocional necessário em cada caso.
O tratamento é realizado no campo emocional e, assim sendo, tanto pode atuar como cura quanto como prevenção de diversos males. Se o emocional está equilibrado, então as energias deletérias ou de baixa vibração não conseguem atingir o corpo físico somatizando uma enfermidade. A causa principal de qualquer enfermidade é supra-física e os sintomas são apenas as consequências ou efeitos, os quais são combatidos pela medicina ortodoxa. Se não buscarmos eliminar a causa, passado algum tempo da melhora com um tratamento medicamentoso, o indivíduo tende a somatizar novamente uma doença já que sua forma de pensar e sentir não foi corrigida.
Ninguém se prejudica com o uso de florais e, se prestarmos um pouco de atenção, todos nós temos a indicação de ao menos uma essência que seja em qualquer momento da vida, já que todos estamos sujeitos ao estresse, ansiedade, medos diversos, fadiga, pressão, temos prazos a cumprir, contas a pagar e tudo o que queremos é poder manter o equilíbrio diante de tudo isso.