segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Como está sua conduta?


Em muitas ocasiões nos queixamos da forma como está nossa vida, comparando-a com a forma como gostaríamos que estivesse. Costuma faltar-nos, contudo, a capacidade de observação para notar até que ponto nossa forma de agir condiz com nossos anseios.
Se alguém nos questionar neste exato momento sobre como está nossa conduta, saberemos responder com precisão? Temos um foco e sabemos por onde estamos caminhando? Será que estamos realmente fazendo todo o possível para que dias melhores nos sejam apresentados?
É preciso aprender a assumir a responsabilidade sobre a própria sorte, de forma que o exterior é um reflexo do interior. Recebemos de volta aquilo que projetamos. Quem toma atitudes questionáveis, terá também uma sorte questionável. Quem acredita fazer o bem e mesmo assim não recebe as desejadas oportunidades, talvez não esteja explorando todo o seu potencial.
Temos mais poder do que podemos imaginar, todo ele pronto para ser utilizado. Uma pena é que nem todos querem de fato conhecer o próprio potencial, saber até onde podem chegar. As razões podem ser diversas e não nos cabe questionar nossos semelhantes, já que cada um terá o seu momento.
O que sem dúvida está ao alcance de todos é passar a observar melhor a forma de agir. Precisamos de tempo para nós, olhar para o interior e saber quais são nossas reais necessidades. Não irá custar nada e os benefícios podem ser diversos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário