sexta-feira, 27 de julho de 2012

Estudando Lenormand



Para falar um pouco sobre esta tiragem, farei duas abordagens. Sendo a finalidade da interpretação o estudo, não podemos ir "na mosca", mas temos possibilidades de considerar pontos de vista.

Em uma das abordagens, analiso habitualmente alguma das cartas que possa conferir direcionamento a algum aspecto da vida, tal como a carta 34 aqui presente, a qual nos conduz ao campo das conquistas materiais, ao aspecto financeiro.
Partindo da esquerda para a direita, poderemos encarar a carta 34 como nosso objetivo, tendo as duas anteriores como os meios pelos quais o atingiremos. Assim sendo, de forma simples, é possível dizer que novas e boas oportunidades financeiras poderão ser acessíveis se tivermos a preocupação de agir com alegria, demonstrando otimismo e entusiasmo em uma entrevista de emprego, por exemplo. Nem sempre é fácil agir assim quando vivemos uma situação adversa, mas há ocasiões em que uma mudança inicia conosco, com nossa maneira de observar a vida e compreender a fase que atravessamos.

Em outra abordagem, poderíamos dividir a tiragem de cartas em 3 casas e posteriormente analisar cada uma no contexto da casa onde foi colocada:

1- O que desejo
2- Como devo agir
3- O que poderei receber

Seguindo este raciocínio, as cartas são analisadas individualmente. A de número 13 na casa 1, demonstra que o que desejo tem relação com novas oportunidades, encarando a figura da criança como a de um ser com todo um futuro pela frente, para quem as oportunidades ainda serão apresentadas.
Na casa 2, tendo a carta 9, suponho que devo agir cultivando um sentimento de fraternidade e observando a beleza que está ao redor, prestando atenção nas coisas boas que há na vida ao invés de reclamar por um mau momento. O que poderei receber como resultado de minha forma de agir é o que temos na casa 3, onde há a carta 34. Neste caso, poderei considerar uma boa colheita, poderei obter a prosperidade dentro do assunto que eventualmente considere ao tirar as cartas, desde que tome a atitude que me foi solicitada.

Vimos aqui basicamente duas formas de leitura que oferecem resultados próximos. São apenas opções para que cada um veja como prefere fazer!

* O baralho usado foi o French Cartomancy - Lo Scarabeo


quarta-feira, 4 de julho de 2012

Desafio ou Empecilho?


Todos nós precisamos, em dado momento, enfrentar algum tipo de situação desagradável. A diferença entre um indivíduo e outro costuma estar na forma de encarar os fatos.
Diante de um problema, podemos assumir a postura de vê-lo como um desafio, de forma a contribuir para o nosso crescimento por meio da superação, ou como empecilho, de forma a nos bloquear o caminho e conduzir-nos ao desânimo.
Sempre que decidirmos encarar um problema como oportunidade de superação, sairemos fortalecidos. Creio mesmo que a vida nos irá propor este tipo de experiência constantemente. Talvez, ao fugirmos de algo que nos é posto no caminho, criaremos a "oportunidade" de precisar lidar com coisa pior posteriormente. Tal situação pode ocorrer pelo simples fato de praticarmos a omissão diante do que nos é designado, gerando assim o tão comentado karma, que nada mais é do que tudo o que precisamos realizar na vida. Se cumprimos com nosso dever, então ficamos quites. Se fugimos, a tarefa se acumula. É simples!
Tendo este recado em mente, é fácil notar que nos convém encarar o que vier como desafio, e não como empecilho. Para ilustrar, temos aqui a carta 21 do baralho Lenormand (Rainbow Lenormand), que nos mostra justamente a montanha como um desafio que há pela frente e que precisa ser transposto.