sexta-feira, 29 de junho de 2018

Abençoando a Vida


Muitos de nós temos o mau costume de aguardar bençãos da vida para só depois decidirmos se iremos abençoá-la em retribuição. Temos o péssimo hábito de considerar que somos muito importantes e, portanto, precisamos receber agrados para manifestar gratidão.

Esse tipo de postura, entretanto, só nos machuca; a cada dia corremos o risco de conhecer uma decepção diferente. Insistimos em manter os olhos fechados para a grandiosidade da qual somos apenas uma pequenina parte.

A vida é plena e devemos abençoá-la simplesmente por termos a oportunidade de senti-la. Precisamos desenvolver a consciência de cultivar o que desejamos ver florescer, ao invés de ficarmos sentados e atribuindo culpas ou maldições quando estivermos sem frutos nas mãos.

Somos parte da criação e, assim, cabe-nos o papel de co-criadores. Ninguém está fadado a nada, mas tampouco alguém escapa das consequências das próprias ações. Direcione bem as suas, para que bons caminhos se apresentem a você. Abençoe mais para receber mais bençãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário