sexta-feira, 15 de junho de 2018

Não fugir do próprio caminho


A carta da Cruz traz o conceito do destino, simbolizando o que está em nosso caminho e que não surge aleatoriamente. Para tudo há um motivo e de tudo podemos extrair uma benção ou uma lição.

A combinação formada pela Cruz com a Aliança informa sobre a importância de não fugirmos das situações que se apresentam a nós, porque de alguma forma é para lidarmos com elas. A tentação de protelarmos ou de desviarmos o caminho pode ser grande, principalmente se aquilo que surge desagrada ou parece dar trabalho.

Esta postura, entretanto, só nos faz adiar certas necessidades, tanto quanto os benefícios gerados pela decisão de solucionarmos o que é nosso o quanto antes. Carregar a própria cruz não é só pesado, é também recompensador. A cada um suas próprias tarefas.

Consultas: http://www.lunacao.com/p/blog-page.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário