domingo, 22 de julho de 2018

Deméter e Perséfone - Um Mito do Submundo


Há muitos mitos e lendas do submundo em diferentes culturas. Uma das mais famosas é a história grega de Deméter e sua filha Perséfone.

Até mesmo neste mito em especial encontram-se variações, mas a essência contida nele é a de que Hades, deus do submundo, sequestra Perséfone para ser sua rainha e, diante disso, Deméter, que é a deusa da colheita, seca a Terra e não permite que qualquer coisa cresça nela até que sua filha seja devolvida.

Ocorre que Perséfone, durante sua estadia no submundo, come algumas sementes de romã. E qual o problema? Bem, o problema é que qualquer um que comer alguma coisa no submundo deverá permanecer por lá (aliás, diz-se que isso também vale para o reindo das fadas).

Como o mundo passa a sofrer de estiagem devido à resolução de Deméter, os deuses elaboram um acordo no qual Perséfone permanece no submundo pelo período correspondente a um mês para cada semente que comeu (alguns dizem que foram três, outros que foram seis). Passado este número de meses, ela pode retornar à Terra.

Quando Perséfone retorna, entretanto, ela está mudada devido ao fato de ter experimentado a morte. Por este motivo muitos wiccanos a enxergam como símbolo de transformação e sabedoria, além de incluírem sementes de romã em suas cerimônias para celebração do equinócio de outono (Sabbat de Mabon), em honra a Perséfone.

Nenhum comentário:

Postar um comentário