sexta-feira, 13 de julho de 2018

Summis desiderantes affectibus


O documento assim entitulado foi uma bula papal emitida em 1484 pelo Papa Inocêncio VIII. Esta bula foi escrita para reverter um documento anterior, o Canon episcopi. O que mudou de um para outro?

Em resumo, o Canon episcopi relatava que a Bruxaria era uma ilusão de mentes insensatas e que basicamente não existia. Era um documento claramente tendencioso que denegria os bruxos e bruxas, contudo sem incriminá-los. O Summis desiderantes affectibus, por sua vez, afirmou que a Bruxaria existia e que praticá-la era considerado heresia.

Essa bula foi colocada como precursora do infame Malleus Maleficarum, abrindo caminho à Inquisição e à caça às bruxas na Europa, culminando na morte de milhares de pessoas, as quais foram então acusadas de heresia.

Foi daí que surgiram ideias como a de que bruxos faziam pacto com o diabo, entre outras. Tudo isso para criar um cenário que pudesse justificar as atrocidades e crimes praticados contra a humanidade.

Somente para enriquecer este texto, vejamos significados possíveis da palavra heresia de acordo com o dicionário: Heresia - atitude ou palavra que ofende a religião; teoria ou ideia contrária à doutrina definida por um grupo.

Pois bem, a Bruxaria jamais pretendeu ofender ou contrariar alguém. Trata-se de uma religião de culto à natureza e a divindades anteriores ao Cristianismo. Deste modo, chamar alguém de herético é dizer que esta pessoa te ofende ou te contraria apenas por não pensar como você.

Para refletir: Isso é ter o desejo de ser livre e, ao mesmo tempo, impedir a liberdade alheia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário