sexta-feira, 7 de setembro de 2018

O que é uma Heresia?


O que a antiga Igreja julgava ser um tão terrível crime de heresia a ponto de permitir queimar vivo quem quer que o perpetrasse? De acordo com Cobham Brewer (Dictionary of Phrase and Fable), "herege" significa "aquele que escolhe" e "heresia" significa simplesmente "uma escolha".

Atualmente, pelo dicionário Michaelis, temos uma das definições de "heresia" como "doutrina contrária ao que foi estabelecido pela Igreja católica como matéria de fé". Porém, alguém que decide seguir qualquer doutrina (ou pensamento) que não seja a católica, não pretende contráriá-la; pretende apenas seguir o que melhor lhe serve. Ora, do mesmo modo como alguém decide comer uma pizza de mussarela por gostar de mussarela, não para contrariar a calabresa. É simples.

Outra definição do Michaelis para o mesmo termo é "atitude ou palavra que ofende a religião". Ora, então quer dizer que se eu não sigo a religião de outra pessoa eu ofendo? Não! Não pode ser assim! Eu apenas sigo a minha e isso não é ofensa. É o meu direito, assim como é o direito da outra pessoa. Onde está escrito que todos devem ser iguais???

Um "herege", portanto, é aquele que escolhe seu próprio credo, ao invés de adotar um credo que seja determinado por um grupo. Um dado curioso sobre a evolução da sociedade humana é que o que foi considerado um crime capital na Idade Média, tirando a vida de tantas pessoas, tenha se tornado hoje um dos mais importantes e fundamentais direitos da democracia moderna (então, o erro foi grotesco no passado).

Atualmente seríamos todos condenados, caso os princípios fossem os mesmos de outrora (e seria igualmente um absurdo).

Texto adaptado de um trecho de "O Significado da Bruxaria" - Gerald Gardner

Nenhum comentário:

Postar um comentário