segunda-feira, 15 de abril de 2019

Canalização do Mestre Saint Germain


As Verdades da Alma
(02/04/2019)

Tudo quanto a vida pede àqueles que conhecem as verdades da alma é que as compartilhem. O tesouro não pode ser ocultado, especialmente nos tempos de transformação que atravessais. Tudo agora se modificará rapidamente, sendo fundamental prezar pelo preparo emocional e psicológico diante dos fatos que desafiam a razão humana, tal como ela foi condicionada a operar.

As verdades da alma trazem à luz do entendimento tudo aquilo o que por longo período se desprezou, devido às limitações da retina. O ser humano aprendeu que merece atenção aquilo que se pode enxergar, pois, supostamente, apenas isso faz parte do que está ao seu redor e pode ser explicado. Supostamente.

O tempo das transformações bate à porta, contudo decepcionar-se-ão aqueles que anseiam por fenômenos físicos impressionáveis. As transformações se processam no interior de cada ser e isso é precisamente o que o colocará em sintonia com as forças do universo para a sequência de sua jornada terrena em equilíbrio.

Se assim não for, processam-se então os desequilíbrios, sejam eles psíquicos ou orgânicos. O resultado disso consiste nos dramas pessoais e não na destruição do planeta, como muitos ainda acreditam ser possível.

Ora, não sejais ingênuos! O mestre cria a escola e depois admite os alunos, oportunizando-lhes o aprendizado necessário. Se estes recusam-se sistematicamente ao aprendizado, então, em dado momento, a escola fecha-se-lhes as portas e as vagas são redistribuídas a outros mais interessados. A escola não perde seu funcionamento, o planeta não perde seu funcionamento. Cada um decide por sua própria evolução ou regressão, por sua própria ascensão ou queda.

As verdades da alma são aquelas que instintivamente são admitidas, porém, logo a seguir, refutadas pela assim chamada razão. Exige-se agora mais atenção aos sinais apontados pelo instinto, pois este é o que os sustenta como espíritos, que, em verdade, o sois. Este é o que os auxiliará a captar as instruções mais valiosas e então, conforme colocado inicialmente, convém compartilhá-las.

Eu Sou,
Conde Saint Germain

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Os sinais de Deus

São muitos os que vivem à espera de um sinal de Deus para poderem tomar uma atitude importante perante a vida, independentede de qual seja, até mesmo para considerarem crer em Sua existência.

A fé neste grupo de indivíduos ainda encontra-se latente, aguardando o momento da manifestação. Não seja mais um destes! Saiba: não falta a Deus te enviar um sinal, o que pode faltar é você começar a ter o desejo de enxergar.

A vida é um sinal; poder acordar todas as manhãs em condições de providenciar o sustento é um sinal; desfrutar de cada pequena alegria proporcionada pela vida é um sinal. Até mesmo uma convalescença é um sinal de Deus atuando sem cessar à nossa volta, em todas as direções.

Deus está em tudo, ou não seria ele onipresente? Deste modo, o que exatamente não seria um sinal Dele? Essa nossa mania de querer mudar o mundo para nos adaptarmos a tudo, ao invés de transformarmos em nós mesmos o que é necessário, para nos decidirmos a viver a vida como ela é, ainda nos causará arrependimentos pelo tempo perdido... ou não! Que possamos despertar o mais breve possível.

Há dificuldades para a comunicação espiritual?


PERGUNTA: Há fundamento na afirmação de que os espíritos elevados defrontam sérias dificuldades para entrar em contato com os médiuns, ou com o plano material?

RAMATÍS: Em face da vibração sutilíssima dos espíritos superiores, que já se distanciam bastante do padrão espiritual comum de vossa humanidade, eles se veem obrigados a mobilizar todos os seus esforços e energias para serem percebidos pelos encarnados. Somente através dos médiuns sublimados no serviço do Cristo é que as entidades angélicas conseguem se manifestar mais a contento, por encontrarem fluidos sutilizados e balsâmicos, com que podem revestir os seus perispíritos para o contato com a matéria.

REFLEXÃO: Com esta resposta de Ramatís, fica clara a relação existente entre o estilo de vida do médium e a eficácia de seu trabalho mediúnico. Muitos são os que acreditam que basta estar na hora e local apropriados, sem, no entanto, aplicar mudanças salutares em sua própria maneira de viver. O propósito da mediunidade envolve transformar positivamente a vida do próprio indivíduo. Se este, por sua vez, não aplica para si o que aprende com a espiritualidade, perde grande chance de se tornar alguém melhor, além de comprometer os resultados daquilo que se propõe a fazer por seu semelhante.

Referência:
"Mediunismo", Ramatís - psicografia de Hercílio Maes
Capítulo 8 - as dificulddades nas comunicações mediúnicas com o alto

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Imagem revela aparência de buraco negro


Um anel de fogo, esta é a aparência do buraco negro. A imagem da estrutura foi revelada pela primeira vez na manhã desta quarta-feira (10), em Bruxelas, na Bélgica. O anel brilhante está no centro da galáxia Messier 87 (M87), a cerca de 50 milhões de anos-luz da Terra, e é formado a partir da luz que se dobra na gravidade em torno do buraco, que é 6,5 milhões de vezes mais massivo  do que o Sol.

Para se ter uma ideia, este corpo celeste tem 40 bilhões de quilômetros de diâmetro, ou seja, aproximadamente 3 milhões de vezes o tamanho da Terra, afirmaram os cientistas envolvidos na descoberta.

A captura da imagem foi possível graças ao trabalho conjunto de pesquisadores de diversos países. Por meio do projeto Event Horizon Telescope (EHT), uma rede interconectada de oito telescópios ao redor do mundo foi instaurada.

Referência: Gaúcha ZH 

A caridade está correta?


O Livro dos Espíritos - Allan Kardec

Questão 886 - Qual é o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entendia Jesus?
Resposta: Benevolência para com todos, indulgência para com as imperfeições alheias, perdão das ofensas.

Reflexão

Quando falamos em caridade, a primeira ideia que costumamos ter é a de não cobrar de outras pessoas pelo atendimento a elas prestado. Isso é quase que um mantra popular. No entanto, notem que a definição acima, contida em uma obra fundamental sobre a qual se debruça o Espiritismo, não menciona nada a respeito da presença ou ausência da troca de valores financeiros para que seja caridade ou deixe de ser.

Há muitas pessoas que não são propriamente benevolentes, muito menos indulgentes (julgam as imperfeições alheias constantemente, inclusive dentro de centros espíritas, terreiros ou igrejas) e tampouco aprenderam a perdoar, mas acreditam piamente que praticam a caridade, pelo fato de encontrarem-se na condição de trabalhadores voluntários em alguma casa de oração.

Tenhamos em mente que, quando "O Livro dos Espíritos" foi escrito, dando início à toda a codificação do cientista que utilizava o pseudônimo de Allan Kardec (isso mesmo, este não era o nome verdadeiro dele), ainda não existia uma religião chamada Espiritismo. O que se tinha em mãos naquele momento era uma obra científica e filosófica, dentro da qual, nesta questão 886, procurou-se compreender o verdadeiro sentido da palavra caridade, conforme entendida por Jesus.

Repito: a mensagem trazida pelos espíritos nada teve a ver com troca de valores financeiros, mas claramente com valores humanos, que não raramente são esquecidos pelos que se autodenominam caridosos!

Quando tentamos definir a caridade de forma simplória como o ato de "não cobrar", nos esquecemos de qual deve ser o comportamento adequado para que possamos dizer que somos de fato caridosos. Trabalho voluntário em contexto religioso não é necessariamente caridade, pode ser inclusive a forma de muitos simplesmente ocuparem o seu tempo, sem o sincero desejo de promover a reforma íntima necessária, para oferecer o valor humano exigido naquele local.

Retomando a definição e o propósito inicial de Allan Kardec, inclusive, podemos dizer que nem mesmo é imprescindível a religião para existir a caridade e que a troca de valores financeiros pode ser vista como relativa neste processo.

Tenhamos em mente que nos encontramos em um mundo material e há despesa para tudo, incluindo, obviamente, necessidades básicas. Para que exista uma estrutura com as mínimas condições de funcionar para atender as pessoas, há um valor financeiro envolvido. A troca dos devidos valores humanos não, esta é absolutamente necessária, pois isto de fato define a caridade.

Somos caridosos com alguém quando nos colocamos no lugar do semelhante, compreendendo a sua dor e fazendo por ele o melhor que pudermos a fim de ajudá-lo em sua jornada e aliviando a sua carga. É isso. Vale repensar, vale refletir.

Leandro Roque

A Grande Invocação


Do ponto de luz
Na mente de Deus,
Que flua luz na mente dos homens
Que a Luz desça à Terra.
Do ponto de Amor
No coração de Deus,
Que flua amor ao coração dos homens
Que Cristo retorne à Terra.
Do centro, onde a vontade de Deus é conhecida,
Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
O propósito que os Mestres conhecem e servem.
Do centro, a que chamamos a raça dos homens
Que se realize o Plano de Amor e de Luz
E feche a porta onde se encontra o mal.
Que a Luz, o Amor e o Poder
Restabeleçam o Plano Divino sobre a Terra,
Hoje e por toda a eternidade.
Amém.

Prece retirada de "O Pequeno Grande Livro da Chama Violeta em Ação", Carmen Balhestero

Chaves básicas para a educação emocional infantil


1. Os especialistas costumam recomendar que ajudemos as crianças a falarem de suas emoções como uma maneira de compreender a si mesmas e os demais. Entretanto, as palavras só dão conta de uma pequena parte (10%) do verdadeiro significado que obtemos através da comunicação emocional.

Por essa razão, não podemos ficar só na verbalização; devemos ensiná-las a compreender o significado da postura, das expressões faciais, do tom de voz e de qualquer tipo de linguagem corporal. Isso será muito mais efetivo e completo para o seu desenvolvimento.

2. Há anos promove-se o desenvolvimento da autoestima de uma criança através do elogio constante. Entretanto, isso pode fazer mais mal do que bem. Os elogios só ajudarão as nossas crianças a se sentirem bem consigo mesmas se eles estiverem relacionados a ganhos específicos e ao domínio de novas aptidões.

3. O estresse é um dos grandes inimigos da infância. Entretanto, é um inconveniente com o qual elas têm que conviver, por isso protegê-las em excesso é uma das piores coisas que podemos fazer. Devem aprender a enfrentar estas dificuldades naturais de tal forma que desenvolvam novos caminhos neurais que as permitam adaptar-se ao meio no qual vivem.

Não podemos tentar criar nossas crianças em um mundo da Disney de inocência e ingenuidade. O estresse e a inquietação fazem parte do mundo real e da experiência humana, tanto quanto o amor e o cuidado.

Se tentarmos eliminar esses obstáculos, impediremos que elas tenham a oportunidade de aprender e desenvolver capacidades realmente importantes que as ajudem a enfrentar desafios e decepções que são inevitáveis na vida.

Referência: Revista Pazes

terça-feira, 9 de abril de 2019

Equívocos em trabalhos de cura espiritual


PERGUNTA: Porventura os próprios espíritos terapeutas também não podem errar nos seus diagnósticos, induzindo os médiuns a formularem receitas equívocas?

RAMATÍS: Isso é possível, porque em nosso atual estado evolutivo ainda enfrentamos inúmeras incógnitas e dificuldades imprevistas. Durante o nosso intercâmbio com a Terra, não atuamos de um plano sideral tão elevado, que nos permita visualizar panoramicamente o serviço mediúnico de socorro aos encarnados, pois o magnetismo da crosta terráquea envolve-nos de modo coercivo, dificultando nossas providências socorristas

O próprio guia pode prescrever medicação inadequada devido à interferência de fatores estranhos, tais como emissões de ondas mentais, projeção de forças telúricas, oscilações na frequência magnética vibratória durante a interligação com os médiuns ou no exame dos enfermos no espelho fluídico.

COMENTÁRIOS: Conforme vimos, de acordo com a resposta fornecida por Ramatís à questão, o próprio guia pode equivocar-se na prescrição de uma receita em um trabalho espiritual direcionado à cura. Costuma-se culpar o médium quando ocorre alguma prescrição indevida, seja de homeopatia (em casas que trabalham com esta terapêutica), de alguma planta medicinal ou mesmo uma recomendação. Afinal, é muito mais fácil imaginar que tenha ocorrido uma distração humana, ao invés de um erro do guia espiritual, visto por muitos de nós como um ser supremo. Verificamos, contudo, que o equívoco pode dar-se em qualquer parte da linha de comunicação.

Tenhamos em mente o seguinte: os esforços são enormes neste tipo de trabalho e as dificuldades são inúmeras. Assim, quem recorre a uma casa espiritual em seus trabalhos de cura, deve ali chegar com fé em Deus e acreditando receber o que estiver de acordo com seu merecimento. Sem dúvida, os que se predispõem a realizar trabalhos desta natureza devem ser muito bem preparados, mas os que buscam o atendimento devem considerar que será alcançado o que for possível.

Referência:
"Mediunidade de Cura", Ramatís - psicografia de Hercílio Maes
Capítulo 10 - Considerações sobre os pedidos de receitas apócrifas

Exilados rebeldes de outros planetas


PERGUNTA: Há exilados de outros planetas que ainda permanecem na condição de rebeldes?

RAMATÍS: Sim. Muitos deles ainda alimentam as antigas disposições satânicas, mas em breve serão submetidos às duras provas do "fim dos tempos" que se aproxima, e a sua regeneração será bastante apreciável, porque a maioria, embora rebelde, já atinge a maturidade espiritual necessária para que a luz crística principie a assinalar nela a base fundamematal do futuro anjo.

À medida que a alma desenvolve a sua consciência, nas lides dos mundos físicos - mesmo quando sufoca os impulsos angélicos inatos - essa luz interior age com veemência e termina rompendo a crosta endurecida do personalismo inferior.

Os espíritos satanizados também se desesperam; fatigam-se ante a contínua decepção que sofrem à procura de um ideal que, por fim, não lhes satisfaz o desejo pervertido, pois que perde logo o sabor dos primeiros momentos de ilusão.

Referência:
"Mensagens do Astral", Ramatís - psicografia de Hercílio Maes
Capítulo 11 - a queda angélica e a ação satânica

segunda-feira, 8 de abril de 2019

O amor que move a alma

*Mensagem Canalizada*

A humanidade experimenta, na atualidade, uma carência muito grande do sentimento de amor. Isso se deve à falta de entendimento do real significado desta energia, que, em verdade, todos a possuímos abundantemente.

De forma gradual, deveis compreender que não se busca o amor com o propósito de preencher lacunas internas. Ao contrário, busca-se por sintonia, pois é instintivo buscarmos conexões com aquilo que já vibra em nosso ser. Nada mais é do que o desejo íntimo de renovar as forças já existentes no manancial da vida.

A centelha divina que anima vossa alma é, em essência, constituída de amor. O amor é o que permeia a todas as criações, isso o deveis levar em conta sem titubear. Neste ínterim, verifica-se que, quanto maiores as carências humanas, mais distantes encontrai-vos de quem fostes designados a ser.

Usai isto como parâmetro para aferir o distanciamento existente entre vós e Deus, pois se perceberá que a chama interior não está sendo bem tratada, a fim de que se mantenha acesa. A distância é criada por vós, uma vez que a Fonte Divina jamais afasta de si cada fagulha de Sua Totalidade.

Estejais atentos a esta proposta de entendimento, a fim de que não venhais a cair devido à condição de vítimas da displicência.

Fraternalmente.

Eu Sou,
Rowena

Canalização: Orai e Vigiai

O conceito de "orai e vigiai" faz-se agora imprescindível. As forças da Luz atuam para despertar as consciências, ao passo que os comandos das Trevas desejam, obviamente, o oposto. Estes pretendem subjugar a humanidade, extinguindo de cada ser a vontade própria.

Os seres privados das bençãos luminosas são avessos ao livre arbítrio e é exatamente isso o que querem retirar de você. Afinal, este será o caminho para a supremacia do Senhor do Submundo. Sem resistência, ele se apresentará.

Até aqui, o planeta Terra operou como um plano de divisão destas polaridades. Em breve, porém, não será mais assim. Um dos lados assumirá.

A derrota será, para as Trevas, extremamente dolorosa, pois toda a legião que ronda neste momento o orbe terráqueo será arremessada em outros mundos, nos quais perderá toda a força que hoje possui, a qual entende-se como conquista.

Assim sendo, de tudo farão para você entregar-se. Portanto, olhos abertos com todo aquele que não permitir a sua livre expressão. Olhos abertos com aquele que apresentar-se como alguém enérgico para impor as próprias ideias. Indivíduos assim são os que querem arrebatar multidões em função de interesses mesquinhos.

Orai e vigiai.

Eu Sou,
Conde Saint Germain

domingo, 7 de abril de 2019

Por que o fenômeno da mediunidade cresce?


PERGUNTA: Conforme temos observado, a mediunidade, atualmente, generaliza-se e recrudesce entre os homens de modo ostensivo. Por que ocorre tal fenômeno em nossos dias?

RAMATÍS: É fenômeno resultante da hipersensibilidade psíquica que presentemente sobressai entre os homens, em concomitância com o "fim dos tempos" ou "juízo final", tantas vezes já profetizado. O século em que viveis é o remate final da "Era da Matéria", regida pela belicosidade, cobiça, astúcia, cólera, egoísmo e crueldade, paixões mais próprias do instinto animal predominando sobre a centelha espiritual.

Encontrai-vos no limiar da "Era do Espírito", em que a humanidade sentir-se-á impulsionada para o estudo e o cultivo dos bens da vida eterna, com acentuado desejo de solucionar os seus problemas de origem espiritual. As comprovações cintíficas da importalidade da alma, através do progresso da fenomenologia mediúnica, reduzirão bastante a fanática veneração do homem pela existência transitória do corpo físico.

OBSERVAÇÕES: Quando Ramatís fala do "século em que viveis", está se referindo ao século passado, já que a primeira edição do livro "Mediunismo" foi publicada em 1960. O século XX, em sua concepção, foi o último no qual os valores materiais se sobressaíram aos espirituais. Agora vivemos o século XXI e notamos, inegavelmente, o crescente interesse pelas questões espirituais, assim como acontecimentos intensos no mundo material, evidenciando efeitos do despertar.

Quando Ramatís diz ainda que estamos no limiar da "Era do Espírito", faz menção ao período de transição da Era de Peixes para a Era de Aquário. O momento no qual vivemos já testemunha mudanças significativas em andamento.

REFERÊNCIA:
"Mediunismo", Ramatís - Obra psicografada por Hercílio Maes
Capítulo 2 - A mediunidade e o "Consolador" prometido
Editora do Conhecimento

A Lua Nova e as novas oportunidades


A Lua Nova corresponde à fase lunar que impulsiona tudo o que é novo em nossa vida. Trata-se do momento adequado para colocar uma ideia em prática, lançando as sementes que nos gerarão os frutos necessários.

O que for iniciado agora é agraciado, a seguir, com a vibração de crescimento da fase lunar crescente. A cada ciclo, a lua nova sempre é a mais favorável para as iniciativas perante a vida, para que novos caminhos sejam possíveis. Façamos valer a oportunidade! #lua #esoterismo #faselunar #iniciativa #novidades

sábado, 6 de abril de 2019

A Vontade Própria

*Mensagem Canalizada*

Não deveis perder a vontade própria, pois a centelha divina que habita em vós pede que sejais caridosos, antes de mais nada, consigo mesmos.

Somente conseguirá beneficiar um semelhante aquele que, em primeiro lugar, buscar o próprio benefício nas fontes da vida superior de infinita bondade. Como oferecer algo a alguém, se o bem em questão ainda não foi conquistado?

Presentear um irmão nosso com alguma dádiva é privilégio daqueles que, antes, exercem a vontade própria buscando encontrar a melhor direção para si. É privilégio daquele que amadureceu o suficiente para notar o quanto é necessário zelar pela sua própria condição, somente após estendendo a mão ao que encontra-se em situação difícil.

Buscai, meus irmãos! Animai-vos a alcançar o que fostes designados a ser. Para isso, contudo, é preciso valer-se do combustível divino, o qual é generosamente oferecido a cada alma que se encorajou a atravessar a jornada terrena que lhe foi proposta em próprio benefício. Este combustível do qual falo é a vontade própria, a vossa presença Eu Sou, a que faz vibrar a presença do próprio Criador em vosso peito e afasta todas as negatividades.

Eu Sou,
Discípulo de Lord Maitreya